Musculação e HIIT – Como integrá-los nos treinos de seus alunos

10/07/2019 - Academia

A combinação de musculação e HIIT é muito utilizada, quando objetiva-se potencializar o gasto calórico ou até melhorar o condicionamento dos seus alunos. O método HIIT - "High Intensity Interval Training", ou seja, treino intervalado de alta intensidade, é caracterizado como o treinamento em que o indivíduo atinge picos de alta intensidade intercalados com períodos de descanso que podem ser ativos (ou seja, a pessoa continua se movendo, mas em uma intensidade menor) ou passivos, em que a pessoa para completamente. O método HIIT tem como objetivo potencializar os efeitos metabólicos dos treinos, sendo altamente benéfico para o processo de emagrecimento e diminuição da gordura corporal.

Para você combinar o HIIT com a musculação no mesmo treino dos seus alunos, é fundamental adaptar o volume, a intensidade e a carga total de trabalho. Por exemplo, se você prescrever um treino de musculação altamente volumoso, com intensidade alta e carga total elevada, dificultará a execução de um protocole de HIIT adequado em alta intensidade. Isto não quer dizer que o treino de musculação deva ser “leve”, mas o estímulo do HIIT deve ser levado em conta e considerado na carga total do treino.

Se prescrever o HIIT no final do treino de musculação, ainda mais ao final do treino de membros inferiores, precisa levar em conta que os músculos do seu aluno estarão fadigados e a coordenação e controle motor, prejudicados. Sendo assim, é recomendado optar por uma atividade que não comprometa a eficiência mecânica do HIIT. Na maioria dos casos, o mais indicado é utilizar a bike ou o elíptico para, por não exigirem de tanto controle motor. Porém, isso não é uma regra. 

Um aluno iniciante, no geral, tem um perfil de falta de condicionamento e controle motor. Por isso, mesmo que o foco seja o emagrecimento, não há muitas razões para usar na mesma sessão, HIIT e musculação. Na verdade, salvo raros casos, o iniciante deve construir uma base de condicionamento, com aeróbico contínuo e treino de força, para então, usar o HIIT.

Quanto a quando o HIIT deve ser executado, vai da individualidade de cada aluno. Neste sentido, se você prescrevê-lo na esteira, por exemplo, e antes do treino de musculação para membros inferiores de força, seu aluno não conseguirá um bom rendimento no treino. Naturalmente, seus músculos estarão fadigados e os mecanismos de controle muscular, depletados. Por isso, salvo alguns casos bem específicos, o recomendado é fazer o HIIT depois da musculação.

No geral, utiliza-se o HIIT junto com a musculação para aumentar o gasto calórico total. Ou seja, essa é uma estratégia de emagrecimento e diminuição da gordura corporal. Por isso, é preciso potencializar os efeitos de cada um dos treinos, visando aumentar o gasto calórico. Fazer essa combinação nos treinos é algo que pode aumentar significativamente os resultados dos seus alunos, mas que precisa ser feito com os cuidados necessários. Caso contrário, eles podem acabar se lesionando ou então, não tendo a eficiência que desejam.





Relacionadas

  • 11/07/2021

    Sua academia tem regras de etiqueta?


    Além de equipamentos de qualidade e bons instrutores, a forma como os alunos se comportam dentro da academia é um dos fatores mais importantes para manter a fidelidade dos clientes....
     Ler matéria completa
  • 04/06/2021

    Como incentivar seus alunos a treinar no inverno


    Confira as dicas que preparamos para te ajudar a manter a frequência deles até mesmo no inverno....
     Ler matéria completa
  • 25/05/2021

    Atendimento humanizado


    A humanização no atendimento é primordial para quem deseja crescer no mercado. Um atendimento diferenciado pode transformar sua marca em um grande sucesso....
     Ler matéria completa



Rua Bernardino Jos de Oliveira, 1113
(47) 3334 1003
Badenfurt - Blumenau/SC
CEP: 89070-270
Rua Bahia, 230
(47) 3337-3888
Itoupava Seca Blumenau/SC
CEP: 89031-000
Comendador Franco, 5378
(41) 3016-1366
Curitiba PR
CEP: 81560-000