Musculação: benefícios para a saúde e qualidade de vida

07/12/2017 - Opinião Profissional

Hoje em dia existe uma preocupação crescente na população quanto a hábitos saudáveis, seja na parte de alimentação, posturas nos locais de trabalho ou mesmo na parte de atividades físicas. No que se refere às atividades físicas, existem diversas modalidades e alterativas que buscam não somente agradar os diversos gostos das pessoas. Muitas pessoas buscam esses hábitos saudáveis visando resultados estéticos, porém outros buscam também a saúde das articulações, ossos e músculos.

Entre essas modalidades que podem suprir tanto a busca pela parte estética quanto a parte de saúde corporal, está a musculação. Acredito ser interessante salientar que como fisioterapeuta, a musculação também pode fazer parte de um programa de reabilitação, seja como parte de um tratamento conservador, bem como de um tratamento cirúrgico. Outro fator muito importante a ser ressaltado, é que a musculação deve ser orientada por profissionais capacitados, seja na busca por qualidade de vida ou desempenho esportivo (Educador Físico) ou como fator de reabilitação (Fisioterapeuta), já que estes profissionais devem elaborar programas de atividades baseados em exercícios, cargas e progressões específicas conforme a necessidade ou interesse de cada pessoa.

A realização de atividades físicas bem como seus benefícios para o corpo já é de conhecimento de muitas pessoas, mas sempre é importante ressaltar esses benefícios para que cada vez mais pessoas se conscientizem da importância de tais atividades. Entre alguns, podemos encontrar:

• Melhora da disposição para atividades diárias, sejam essas atividades profissionais ou mesmo atividades esportivas;
• Melhora da qualidade do sono e humor;
• Melhora da autoestima
• Manutenção e desenvolvimento de estruturas ósseas e articulares
• Redução do risco de doenças cárdio-vasculares;
• Controle ou redução do peso corporal;
• Controle ou prevenção de patologias como osteoporose e diabetes, etc.

Visando a saúde do sistema musculoesquelético em todas as idades, a estimulação do corpo, seja ela preventiva, curativa ou mesmo de controle, é de extrema importância para mantermos equilíbrio dos músculos e articulações, sendo que quando estes estão em equilíbrio os movimentos corporais são menos desgastantes para as articulações prolongando a integridade das mesmas. Nas mulheres, essa estimulação do sistema musculoesquelético é muito importante principalmente para a prevenção das consequências de perda de massa óssea decorrente do processo natural de menopausa, sendo que as alterações hormonais da menopausa muitas vezes causam perda na consistência dos ossos (osteoporose). Já para pessoas de terceira idade, a manutenção da qualidade de músculos e ossos é importantíssima para a prevenção de quedas, sendo essa uma causa de frequentes fraturas em pessoas dessa faixa etária que muitas vezes levam à limitação e dependência física.

Já para as crianças, jovens e adultos, as mais diversas modalidade de atividades físicas servem como promoção ou mesmo manutenção da qualidade de vida, socializando os indivíduos através das práticas esportivas e prevenindo diversas consequências do sedentarismo já citadas acima.

Para a reabilitação de lesões, seja de uma forma conservadora ou mesmo pós-cirúrgica, as atividades físicas são da mesma forma importantes. Em indivíduos praticantes de tais atividades, a reabilitação tende a ser mais acentuada, já o sistema musculoesquelético já se encontra mais ativo e consistente para manter o equilíbrio articular durante os movimentos necessários.

Devido a todos os benefícios citados, a prática constante de atividades físicas, de forma bem orientada, sempre é benéfica para todas as faixas etárias da população, seja na busca de benefícios estéticos, saúde como um todo ou mesmo em casos de reabilitação de lesões.

Referências
- GUYTON, A.C., HALL, J.E. Tratado De Fisiologia Médica 9. Ed. Guanabara Koogan, 1997.
- PRENTICE, W.E., VOIGHT, M.L. Técnicas Em Reabilitação Musculoesquelética 1. Ed. Artmed, 2003.
- MARQUETTI, P., PRESTES, J., FOSCHINI, D. Prescrição E Periodização Do Treinamento De Força Em Academias 2.Ed. Manole.

Autor: Carlos Eduardo Schadrack – Fisioterapeuta
- Crefito – 10 / 49587-F
- Graduação em Fisioterapia FURB (Blumenau) em 2002
- Pós-Graduação ACE (Joinville) 2004 – Fisioterapia Ortopédica e Traumatológica
- Atuante nas áreas de hidroterapia e atendimentos domiciliares.



Relacionadas

  • 16/08/2019

    Cadeira abdutora: com ou sem inclinação do tronco?


    A cadeira abdutora é comumente vista nas salas de musculação e é utilizada para executar o exercício de abdução de quadril....
     Ler matéria completa
  • 22/03/2019

    Gestantes e musculação


    Saiba quais os benefíciose riscos da musculação durante a gravidez...
     Ler matéria completa
  • 14/12/2018

    Corredores podem treinar força?


    O treino de força proporciona fortalecimento e resistência muscular aos atletas de corrida....
     Ler matéria completa



Rua Bernardino Jos de Oliveira, 1113
(47) 3334 1003
Badenfurt - Blumenau/SC
CEP: 89070-270
Rua Bahia, 230
(47) 3337-3888
Itoupava Seca Blumenau/SC
CEP: 89031-000
Comendador Franco, 5378
(41) 3016-1366
Curitiba PR
CEP: 81560-000