Cadeira Extensora: saiba como executar esse exercício

O exercício realizado na cadeira extensora é caracterizado como monoarticular e trabalha dinamicamente somente a extensão do joelho. Sendo assim, o quadríceps – vasto lateral, vasto medial, vasto intermédio e reto femoral – é o principal músculo recrutado durante o exercício.

Mesmo sendo um exercício realizado em aparelho guiado, onde possibilita que o praticante esteja bem estabilizado, a boa postura e execução correta são extremamente necessários para efetuar o exercício de forma segura e efetiva. A seguir, listaremos algumas dicas de como executar da melhor maneira possível:

– É necessário regular o banco de acordo com a altura de cada usuário, de forma que a parte de trás do joelho esteja exatamente na região da dobra da cadeira.

– Sentado na cadeira, as costas devem estar bem apoiadas no encosto vertical e respeitando a curvatura fisiológica da coluna.

– Com os joelhos flexionados a 90º, o aluno segura nas manoplas laterais, de preferência o mais próximo possível do eixo da pelve, para que a pelve não se desconecte do banco.

– Com os pés em dorsiflexão, o exercício inicia estendendo os joelhos até a contração máxima do músculo. Em seguida, retornando de maneira controlada a posição inicial.

E também é preciso atentar para alguns detalhes importantes, como:
– Evitar que os pés fiquem atrás das linhas dos joelhos, pois durante a execução da extensão de joelho na cadeira extensora, na descida há um aumento da compressão patelofemoral. Ao ultrapassar o angulo de 90 graus há uma maior compressão na região do joelho, aumentando os riscos de lesão articular

– Pessoas com lesões no joelho, como a do LCA (ligamento cruzado anterior) podem ter contraindicações em relação a se exercitar na cadeira extensora. Isso ocorre, porque quando se executa a extensão do joelho e se faz a contração do quadríceps, o tendão patelar, que se insere na tuberosidade da tíbia, força a tíbia em anteriorização, e o Ligamento Cruzado Anterior (LCA) sustenta a tensão gerada para frente pelo tendão patelar. Nessa situação, se tem uma porcentagem da carga do peso que se está sendo levantado na máquina, transmitida para o Ligamento Cruzado Anterior. Por isso, é necessária a avaliação por parte de um ortopedista antes de começar a efetuar o exercício.

Seguindo essas informações, a cadeira extensora é um excelente exercício para potencializar o seu treino de membros inferiores, se executado de maneira eficiente e com orientação de um educador físico habilitado.

Matriz
Blumenau
Curitiba
Atendimento através de agendamento
Criação de sites por Vale da Web