Respiração durante a prática de exercícios

Na prática da musculação, é de extrema importância o uso correto da respiração, pois ela auxilia a realização dos exercícios, trabalha os músculos responsáveis pela respiração e mantém as trocas gasosas, vitais ao organismo. Sendo assim, é fundamental que você, professor, auxilie seu aluno quanto ao tipo de respiração que deve ser utilizada de acordo com o exercício realizado e o tipo de atividade.

Ao realizarmos exercícios localizados, alguns movimentos favorecem a entrada e/ou a saída de ar dos pulmões e, se não ensinados sobre a respiração, alguns alunos realizam o exercício em apneia, o que provoca um aumento de pressão arterial, podendo levar à manobra de Valsalva. Ou seja, durante a manobra a glote é fechada e a pressão intra-abdominal é aumentada pela contração do diafragma e músculos abdominais, havendo também um aumento da pressão intratorácica pela força de contração da musculatura respiratória. Isto acarreta na diminuição do fluxo sanguíneo venoso para o coração, quando a informação chega ao cérebro através da medula, a atividade parassimpática é inibida e promove a ação do sistema nervoso simpático. Como um mecanismo de sobrevivência, o cérebro exige um aumento do batimento cardíaco e da pressão sanguínea para manter adequado o bombeamento de um líquido através de um órgão. Essa situação geralmente ocorre em isometria ou num exercício intenso contra resistência quando um indivíduo exerce por um tempo prolongado e extenuante.

Existem vários tipos de respiração utilizados para realizar exercícios. Iremos citar os mais praticados para que você possa ensinar ao seu aluno:

– Continuada: instrua-os a respirarem livremente durante o exercício, de preferência em atividades aeróbicas e alunos iniciantes, pois este já recebem muitas informações tais como: posicionamento correto, velocidade de movimento e amplitude de movimento.

– Passiva-ativa: instrua seu aluno a inspirar na fase concêntrica, positiva do exercício, e expirar na fase excêntrica (negativa

– Passiva-eletiva: instrua-o a expirar na fase concêntrica e inspirar na fase excêntrica.

Os dois últimos modos de respiração são os indicados e utilizados com alunos já treinados em musculação, variando de acordo com o exercício ou habilidade do executante.

Dúvidas? Entre em contato conosco!

Posts Recentes

Siga-nos

Matriz
Blumenau
Curitiba
Atendimento através de agendamento
Criação de sites por Vale da Web